Pesquisar neste blogue

23/01/2012

De muito mau humor!

O título até podia ser um maximalista estado de espírito, pois neste momento sou uma gaveta cheia de tralha triste e parva.

Nunca pensaram que a vossa vida podia ser diferente do que é? Que podiam ser mais felizes, mais realizadas, mais alegres, mais livres, mais uma série de coisas?

Pois, eu tenho andado assim, triste com a minha vida, a achá-la pequenina, quase microscópica, inútil e simplesmente estúpida.

Não me sinto bem em lado nenhum, nem no trabalho, nem na relação, nem em casa, nem com as minhas porquinhas e muito menos com a minha conta bancária.

Sinto-me uma inutilidade, um fracasso, uma folha que voa consoante o vento sem saber muito bem para onde vai, sem ter rumo definido.

Em tempos tive sonhos, mas não consegui atingir nenhum deles e, no meio da minha frustração, sonhar começou a magoar mais do que a fazer-me feliz.

6 comentários:

Lara B. disse...

Já passei por tudo isso, sei bem o que custa, e no espaço de um mês saí da relação e da casa em que vivia, deixei o meu trabalho, inscrevi-me outra vez na faculdade, e apesar da mudança radical senti-me livre como à muito não me sentia. Não estou com isto a dizer para virares costas à tua relação, mas faz as mudanças que podes e te vão ajudar, não tenhas medo de arriscar, se nunca arriscares vais-te sentir sempre frustrada, inútil e ultrapassada.
Acabei o ano passado a minha Licenciatura em Arqueologia, e neste momento ando a estudar para ver se entro em Veterinária, se entrar vou mais uma vez deixar o trabalho, e trabalhar a part-time, mas às vezes é preciso arriscar, não ter medo.
Não tenhas medo de arriscar, tem medo de ficares à espera que as coisas mudem, que te caiam do céu, porque não caiem.

Beijinhos

Oga Magoga disse...

Ó rapariga, grande insatisfação a tua.
Todas nós passamos por essas fases.
Não quer dizer que funcione consigo mas comigo, quando chego ao limite, começo a escrever num caderno o que eu quero, o que não quero,o que eu tenho, o que quero mudar e por aí adiante.
Não resolvo tudo, obviamente, mas ajuda a perspectivar e a definir prioridades.
Acima de tudo, e isto é importante, é uma fase, por isso não desespere.
Good luck
Luna

Diana disse...

Obrigada pelos vossos comentários, vou tentar utilizar os vossos conselhos. Beijinhos grandes

Diana disse...

Adorei o teu blog Oga Magoga! Beijos

Oga Magoga disse...

Muito obrigada Diana, é sempre bom de ouvir.
Bjs e força
Luna

eu-mesma disse...

Olá
Obrigada pelo teu comentário... vou apagar o post, por mencionar situações que envolvem terceiros, por isso, lá se vai o teu comentário também...
Bom, hoje é outro dia. Vá lá saber-se porquê, a verdade é que não consigo ficar debaixo do edredão a carpir as magoas...
Um b'jinho grande (e bola p'à frente qu'atrás vem gente!...)
Fátima B.